TOP > Carne de Iga

Carne de Iga

A região de Iga possui uma temperatura anual média mais baixa que o resto da província, e sua bacia apresenta um clima particular, com extremos de temperatura diferentes. Esses fatores produzem um bom ambiente para a criação de gado, que é sensível ao calor, permitindo a produção de carne de boa qualidade. A história mostra que a carne de Iga foi mencionada na crônica Kokugyu Juzu, de 1310, e que, em tempos de guerra, os ninjas de Iga comiam a carne desidratada para aumentar sua força. A carne de Iga originou-se dessa carne desidratada. Desde a primeira remessa de carne para Tóquio, em 1905, a carne de Iga se tornou bem conhecida e, em 1953, foi criado o Conselho de Promoção de Gado de Iga, substituído pelo Conselho de Promoção e Produção de Gado de Corte de Iga em 1962. Atualmente, define-se o gado de Iga como sendo aquele formado por novilhas japonesas de pelagem preta, alimentadas e geridas por membros do Conselho de Promoção e Produção de Gado de Corte de Iga, e que permanecem na região de Iga (nas cidades de Iga e Nabari) — sua área de engorda final — por cerca de doze meses, antes de serem enviadas como gado de corte. A maior parte do comércio do gado de Iga acontece nos pátios das fazendas e é realizado diretamente por vendedores da região, que negociam frente a frente com os compradores.

Produtores Certificados

Conselho de Promoção e Produção de Gado de Corte de Iga,

6 Goma-den, Aza, Hirano, Isshinden-cho, Tsu City